Política

Segunda, 06 de abril de 2020, às 06h48min / Daniel Biasoli

Salvar vidas ou salvar a economia?

Achei muito legal uma fala do Diogo Mainardi no dia de ontem, no Manhattan Connection. Para contextualizar, sua fala, sobre tudo o que está ocorrendo, foi pautada pela pergunta: Salvar vidas ou salvar a economia?

"Segundo 90% dos médicos, a maneira de prevenir uma tragédia no sistema de saúde devido ao Coronavírus é com isolamento social. Este é o caminho adotado no mundo inteiro.

Com um vírus que ainda não existe cura, o único remédio viável é o isolamento. Não existe outro caminho “Osmar Terra”; Não existe remédio milagroso; Não existe cloroquina (que por enquanto não resolve). Vão surgir remédios, irá surgir uma vacina, mas por enquanto ainda não existe.

Nós estamos obrigados a seguir um caminho, assim como a economia. Nós estamos obrigados a trilhar por uma ponte que fará empréstimos à sociedade. É um caminho trilhonário que inicia com um problema de saúde grave e termina com uma retomada econômica lá no final. Trata-se de uma hibernação econômica.

Essa hibernação será péssima para a economia, chegaremos do outro lado cheios de débitos, que serão pagos de alguma maneira: ou com calote ou com inflação.

O mundo irá empobrecer, isso é inevitável, todos nós iremos empobrecer e depois a gente se ergue de novo.

O que a gente não pode aceitar é essa contraposição estúpida, obtusa e quase crimiosa de que não existe economia quando o Estado pode optar pela morte das pessoas. Ninguém deveria pagar imposto a um estado assassino. População nenhuma deveria respeitar as leis diante de um presidente que acha que essa opção pode ser feita. 

Se isto ocorrer, ou a gente acaba numa tirania ou numa anarquia. A economia depende, também, da capacidade do estado de defender determinados princípios e o princípio da vida é o primeiro da fila.

Não existe outro caminho."

Nada a acrescentar!


Últimas notícias sobre "Política":

» 14/12/2018, às 07h01min - Proposta de solução para acabar com o problema da nossa


« retornar